terça-feira, 6 de dezembro de 2016

5 maneiras de chegar ao Castelo de São Jorge (Lisboa)

O Castelo de São Jorge, no alto de sua imponente colina, é um dos pontos turísticos mais visitados de Lisboa.

Há quem considere esta a melhor vista da Cidade e do Rio Tejo. Eu ouso discordar. Já estivemos em Lisboa por algumas vezes, e elegemos como nosso mirante favorito o Mirante de Nossa Senhora do Monte. E sabe por quê? Justamente porque de lá se tem a vista de toda a Cidade de Lisboa e do Rio Tejo (como no Castelo), mas com direito a vista  de cima de todo o Castelo de São Jorge. 

Castelo de São Jorge - Foto: Nécessaire na Mala


Mas o assunto hoje aqui é como visitar o Castelo de São Jorge, então vamos às opções:

➜ a opção mais conhecida para se visitar o Castelo é através do ônibus autocarro 737 na Praça da Figueira e descer logo na entrada do Castelo. Dali, com uma pequena subidinha, já se chega na bilheteria. Na volta, pega-se o ônibus no mesmo ponto e desce-se até a Baixa-Pombalina, sem nenhuma dificuldade. A passagem custa aproximadamente 2,5 €, mas o ônibus está sempre cheio. Apesar de existir uma placa informando que o veículo possui ar-condicionado, faz um calor horrível e todas as janelas são fechadas. Esta foi minha opção em minha primeira visita à Lisboa, no mês de agosto e quase morri de calor. Não aconselho no verão.

Para mais informações, acesse o site da carris, empresa que opera o trajeto.

Castelo de São Jorge - Foto: Nécessaire na Mala


➜ outra opção para se conhecer o Castelo é através dos carrinhos elétricos denominados de tuk-tuk. Eles são muito comuns em Lisboa e fazem tours para todos os pontos turísticos. Não é a opção mais econômica, mas é uma opção muito confortável e divertida. Além do conforto, economiza-se muito tempo locomovendo-se de tuk-tuk pela Cidade. Os passeios de tuk tuk custam em média 50€, dependendo do trajeto escolhido e visitam vários outros pontos turísticos. Já fiz dois passeios de tuk tuk em Lisboa e recomendo muito. Ideal para pessoas com pouca resistência a caminhadas, especialmente devido às subidas íngremes da Cidade. 

+ Eco Tuk Tours Lisboa: uma maneira divertida de conhecer Lisboa


➜ os táxis são a opção mais tradicional e conservadora para subir ao Castelo, mas devido ao tráfego intenso e a facilidade dos outros meios de locomoção no Centro de Lisboa, eu deixaria os táxis para outros destinos, que não o Castelo.

Há de se considerar que táxis em Portugal apresentam um ótimo custo benefício, devido ao baixo valor das tarifas cobradas.

Para entender mais sobre como se locomover de táxi em Portugal, confira este nosso outro artigo:


Castelo de São Jorge - Foto: Nécessaire na Mala

➜ sempre me perguntam se é possível subir ao Castelo de São Jorge de carro, o que eu particularmente acho uma loucura. 

Eu sei que é comum o aluguel de carro em Portugal, mas o deslocamento no Centro de Lisboa é mais viável à pé. Outro ponto a se considerar é que no entorno do Castelo as ruas são estreitas e não há parques de estacionamento. Então, esqueça o carro e preste atenção na próxima dica, essa sim é a cerejinha do bolo pra visitar o Castelo.

Castelo de São Jorge - Foto: Nécessaire na Mala

➜ a opção mais econômica para subir até o Castelo de São Jorge é caminhando. Já fiz este percurso uma vez no passado e achei bem cansativo, apesar de ser delicioso caminhar por entre os becos e ruas, se perdendo e se achando até o topo da colina.

Bom, para os preguiçosos de plantão eu trago uma boa notícia. É possível pegar um "atalho" e subir até o Castelo de São Jorge à pé, caminhando-se bem pouco. 

O Blog Love and Travel deixou uma super dica para chegar ao Castelo caminhando: basta acessar o Elevador Castillo, um elevador público ( e grátis), que liga a Rua Vitória até a Rua Madalena e de lá subir o resto do percurso caminhando. 

➤Cerejinha do bolo:

Fui lá pra conferir e acabei descobrindo um plus. Assim que descer do elevador Castillo, na Rua Madalena, o segredo é caminhar para o lado esquerdo, onde fica o Supermercado Pingo Doce. Neste supermercado existe um outro elevador que te levará até bem próximo à base do Castelo de São Jorge, logo ali onde ficam os restaurantes, sem caminhar praticamente nada. E pra melhorar mais ainda, tenho que informar que os dois elevadores são gratuitos!!!

Subimos e descemos utilizando os dois elevadores, economizando tempo, pernas e dinheiro, considerando que fizemos o passeio de forma gratuita. Descendo de volta o elevador Castilho já estávamos no coração da baixa pombalina e continuamos nosso passeio com um delicioso pastel de bacalhau na Rua Augusta.

E vocês? Tem alguma dica especial de Lisboa? Se tiver, conta pra nós aqui nos comentários...