segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Roteiro Eurotrip 2016 - Um giro de 15 dias sem rumo pela Europa...

E, como nada dura para sempre, nossa Eurotrip 2016 chegou ao fim. 

Castelo de São Jorge - Lisboa


Tudo começou com um anúncio de promoção de passagem aérea. E eu, que disse que não iria mais viajar esse ano, sucumbi à tentação...

Apesar das chuvas que nos acompanharam durante quase todo o tempo de viagem, foram dias incríveis. Novos destinos, novas histórias, alguns perrengues, e muitas risadas. É, perrengues em viagens acontecem com todo mundo, até mesmo com viajantes mais experientes, mas esse já é assunto para um outro post.

English Garten - Munique

Hoje eu vim aqui pra contar como foi viver a experiência de uma viagem sem roteiros pré definidos. Definimos uma data de partida e de chegada, os voos de chegada e partida do Velho Continente e as cidades pelas quais iríamos passar. O resto veio com o tempo e o sentir da viagem... 

Foi nossa primeira experiência de viagem sem um caderninho com tudo detalhado dia a dia e não é que essa experiência deu certo?!?

O roteiro parece um pouco desconexo, mas é bem fácil de realizar, e eu deixo aqui como sugestão inspiração para outros viajantes...

O roteiro:


  • 2 noites em Cascais ( Portugal)
  • 3 noites em Lisboa ( Portugal)
  • 3 noites em Munique ( Alemanha)
  • 2 noites em Strasbourg ( França)
  • 3 noites em Lucerna ( Suíça)
  • 1 noite em Zurique ( Suíça)

À primeira vista esse roteiro parece meio louco, mas vou explicar o porquê de cada Cidade estar por aqui.

A ideia inicial era fazer uma viagem para Alemanha de 10 dias, e como os voos da Tap estavam mais em conta, partimos do Rio de Janeiro para Lisboa com a companhia. 

Em verdade, nosso voo era Rio - Munique, com stopover em Lisboa, por isso a inclusão de um país ibérico num roteiro pela Europa Central. 

A tap nos permitiu uma parada grátis em Lisboa de até 05 dias, e é sempre muito bom matar as saudades da terrinha, por isso começamos nossa viagem por Portugal.

Torre de Belém - Lisboa

Se você ainda não sabe como comprar um voo com stopover grátis, não deixe de acessar nosso post sobre o assunto. Viajando dessa forma você sempre poderá incluir um destino a mais ( às vezes dois) na sua viagem, sem pagar nada além por isso.




Chegamos ao aeroporto de Lisboa, alugamos um carro e partimos direto em direção a charmosa Vila de Cascais, onde passamos as duas primeiras noites, com direito a um bate e volta a Sintra.

Cascais dista apenas 40 minutos de Lisboa, sendo um destino geralmente conhecido em um bate e volta a partir de Lisboa. Mas, como é um lugar mais tranquilo, sempre optamos em nos hospedar na Vila para descobrir seus encantos.

A partir de Cascais é possível fazer um bate e volta a Sintra e conhecer mais facilmente o Cabo da Roca, devido à proximidade.

De Cascais seguimos para Lisboa e devolvemos o carro. Na minha opinião Lisboa é para ser sentida à pé, entre becos e ladeiras. 

Praça do Comércio - Lisboa

Passamos 03 noites hospedados na região do Chiado, o coração de Lisboa. 

Como essa era nossa terceira vez na Cidade de Lisboa, e a Ryanair fez uma mega promoção ( sim, resistir a passagens por apenas 10€ era difícil), tiramos um dia para fazer um bate e volta ao Porto, minha cidade preferida em Portugal.

Sinceramente só aconselho esse bate e volta para quem conhece ambas as Cidades. Além de muito cansativo, um dia é pouco tempo para visitar o Porto. Mas, estávamos com saudades daquele clima gostoso da Ribeira do Porto, e pra lá partimos para passear às 08:00 hs, retornando no voo das 21hs.

Curtimos ainda mais um dia em Lisboa e seguimos viagem, de avião, para o nosso destino inicial, Munique, na Alemanha. Lembra que Lisboa era só um stopover?!? Na realidade essa viagem só começaria aqui.

Passamos 03 dias em Munique sem destino, flanando pelas ruas e conhecendo vários cantinhos interessantes. Demos azar de pegar chuva em todos os dias, mas mesmo assim Munique se mostrou encantadora aos nossos olhos. 

De guarda chuva na mão, passeamos pelos principais pontos turísticos, seguindo as dicas do Blog Histórias da Di ( www.historiasdadi.com.br), que morou na Cidade e tem um post super explicado do que fazer por lá.

De Munique seguimos para Strasbourg, na França, de trem. A viagem dura em torno de 02:30 hs e parte da estação central de Munique para a estação central de Strasbourg, o que facilita muito o deslocamento. Sem check in e horas de antecedência, esse é nosso meio preferido para efetuar os deslocamento entre os países europeus.

Petite France - Strasbourg

Strasbourg é a maior cidade da região da Alsácia, já tendo pertencido à Alemanha, e por isso sua arquitetura conserva o charmoso estilo enxaimel. Sonhávamos em conhecer Strasbourg há tempos. Quem me conhece sabe que tenho uma certa predileção por cidades menores e mais tranquilas. 

Passamos apenas duas noites em Strasbourg e foi tempo suficiente para conhecer todo o Centro caminhando e ainda fazer um bate e volta de trem para Colmar, ainda mais encantadora que a primeira cidade.

Petite Venice - Colmar

Saindo de Strasbourg nosso destino foi Lucerna, região central da Suíça, seguindo numa viagem de trem de aproximadamente 3 horas, com troca de trens. Lucerna foi outra joia de nosso roteiro, pequena, pacata e encantadora.

Lucerna geralmente é conhecida pelos turistas em bate e volta, mas optamos em passar 3 noites na cidade. 

Kapellbrücke - Lucerna

Devido à sua localização central, montamos base em Lucerna no intuito de conhecer os lagos ao seu redor. No entanto, choveu incessantemente durante nossa viagem, então o jeito foi desfrutar cada cantinho dessa bela cidade, mesmo que de guarda chuva na mão.

Como nosso voo de retorno para o Rio de Janeiro saía de Zurique, decidimos por passar a última noite na Cidade, num hotel já próximo ao aeroporto. 

Partimos de Lucerna para Zurique de trem, desembarcando no aeroporto. Deixamos as malas no hotel e ainda conseguimos dar um pequeno giro pela cidade.

E então? O que acharam do nosso roteiro? 

À primeira vista parecia meio louco, mas os deslocamentos foram super fáceis, rápidos e econômicos. Nos locomovemos a maior parte do tempo de transporte público, com exceção dos dois primeiros dias em Cascais. Carregamos malas, andamos na chuva e abrimos mão de passeios que sonhávamos... Mas também aproveitamos muita comidinha gostosa, muita diversão e algumas descobertas pelo caminho de quem se perde e se acha em cidades tão lindas.

O roteiro dia-a- dia de cada cidade vem logo logo. E, apesar de não ter incluído museus e atrações já tão conhecidas, foi uma experiência espetacular. Às vezes é bom sair por aí sem rumo e sem destino não é mesmo?!?


+ Conheça um pouco mais de Lisboa e Cascais em nossos posts mais antigos:



Bisous!