sábado, 18 de novembro de 2017

Roteiro de 7 dias em Aruba

Depois de uma semana de muito sol e mar azul em Aruba, reunimos aqui nesse post o nosso roteiro de 7 dias em Aruba, explicadinho dia a dia, incluindo os dias de chegada e partida da ilha, para ajudar aqueles (que como nós) sonham em conhecer esse paraíso.

Aruba - One Happy Island
  
No total foram 7 dias de viagem, mas tivemos efetivamente 5 dias inteiros de passeios em Aruba, já que dedicamos o primeiro dia para reconhecimento do local e descanso da longa jornada de viagem do Brasil até a ilha de Aruba.



Dia 01| Chegada e reconhecimento:


Desembarcamos por volta das 17:30 hs no Aeroporto Reina Beatrix e pegamos um táxi até o nosso hotel. 

No trajeto até o hotel já fomos reconhecendo alguns pontos de interesse. Essa é a vantagem de estudar bem o destino antes de viajar. O trajeto, de táxi, do aeroporto até o hotel em Palm Beach durou aproximadamente 20 minutos.

Como estávamos hospedados no coração de Palm Beach, no Brickell Bay Hotel, saímos para caminhar um pouco e assistir ao por do sol na praia.

Aruba - One Happy Island

Depois desse pequeno espetáculo, demos uma volta pelo Passeio Herencia ( shopping local), onde aproveitamos para jantar acompanhando o burburinho das pessoas.

Dia 02 | Eagle Beach:


Pegamos uma van bem na porta do hotel e seguimos para Eagle Beach, num trajeto que não durou 2 minutos no relógio. Se o sol não estivesse tão forte, conseguiríamos fazer esse trajeto caminhando. Optamos por ficar no trecho de praia em frente ao Resort La Cabana. 

Aruba - One Happy Island

Essa foi a nossa Praia preferida em Aruba. Com uma faixa de areia mais extensa, e menos espreguiçadeiras, as pessoas não ficam tão próximas umas das outras, o que deixa a Praia mais tranquila. E foi essa tranquilidade, além do espetacular mar azul turquesa, que nos conquistou em Eagle Beach.

Existem algumas operadoras de moto aquática, sofá boat, parasail e outras atividades, mas em menor quantidade que na vizinha Palm Beach, o que deixa a praia bem mais tranquila e silenciosa.

Dia 03 | Sul da Ilha (Mangel Halto e Boca Catalina):


Alugamos um carro na operadora ao lado do nosso hotel e seguimos em direção ao Sul da ilha com destino a Baby Beach.

➧Obs: o aluguel de carro com antecedência sempre garante melhores tarifas. Nós optamos em alugar de última hora, porque queríamos seguir livremente de férias, sem engessar nosso roteiro, já que não tínhamos definido anteriormente a ordem dos passeios que iríamos fazer, e que com o carro alugado, os drinks ficam proibidos, ao menos para o motorista né?!?

O trajeto por si só já foi um passeio. Cruzamos Eagle Beach, Oranjestad e San Nicolas, até que chegamos a Mangel Halto.

Mangel Halto não é propriamente uma praia, e sim uma falésia de encontro ao mar, com um deck de madeira. 

Aruba - One Happy Island


O visual é de tirar o fôlego. Garantimos algumas fotos, deixamos nossas coisas no carro e fomos nadar. O deck de madeira conta com uma escada, e apesar de não ser uma praia, é bem rasinho, com mar calmo. Tranquilo para todas as idades.

Mangel Halto foi o ponto alto da viagem. Para chegar até lá, basta digitar o nome no gps. Nós utilizamos o waze e chegamos sem problemas.

De Mangel Halto seguimos até Baby Beach.

Baby Beach impressiona pela cor de sua água e pela tranquilidade do mar, que se assemelha a uma piscina. Muito frequentada pelo público infantil, não é à toa que foi batizada com esse nome. 

Aruba - One Happy Island

Em Baby Beach existem algumas palapas públicas, mas precisa chegar cedo para conseguir disponibilidade.

Existe também um pequeno estabelecimento vendendo lanches e bebidas, como também aluguel de barracas e cadeiras. Os valores de aluguel estavam exorbitantes, e nós optamos por estender nossa canga na areia, vazia, e passamos todo o tempo flanando no mar. 

Aruba - One Happy Island

Baby Beach seria perfeita se não houvesse uma refinaria bem ao fundo, "poluindo" a imagem da praia. 

Retornamos direto para Palm Beach, com direito a pausa em um letreiro escrito Aruba para foto.

Aruba - One Happy Island

Dia 04 | Norte da Ilha (Arashi Beach e Boca Catalina):


Seguimos de ônibus em direção ao Farol Califórnia rumo a Arashi Beach, uma praia de águas muito azuis, no extremo Norte da ilha. 

Arashi Beach possui apenas um ponto de venda de petiscos e bebidas e aluguel de cadeiras, mas nós seguimos a tradição local, levamos o nosso cooler recheado de cerveja balashi ( cerveja local de Aruba) e alguns snacks, e nos instalamos numa palapa pública.

Com sombra garantida, passamos o dia inteiro na praia, que fica literalmente colada no Farol.

Aruba - One Happy Island

Arashi nos surpreendeu ainda mais pelos tons de azul do mar e pela quantidade de peixinhos na água. O único inconveniente da Praia foram algumas pedrinhas na entrada do mar, que deixavam a areia mais grossa e os corais próximos da área de banho. Mas a praia de Arashi está no topo da lista das mais belas de Aruba.

Como não é permitido subir no Farol, não fomos até lá. Nos contentamos em observá-lo da praia mesmo. 

Aos pés do Farol existe um restaurante muito recomendado, nós não o conhecemos, mas deixamos a dica, caso você pretenda almoçar por Arashi Beach. Do que pudemos observar, o restaurante tem uma linda vista para o mar. 

Aruba - One Happy Island

De Arashi Beach, seguimos numa caminhada de menos de 5 minutos até Boca Catalina, ponto de parada de vários barcos de passeio para quem deseja fazer snorkel.

Garantimos uma sombra numa palapa pública, e seguimos pro mar para conhecer um pouco da vida marinha. 

Retornamos ao hotel numa van percorrendo todo o litoral até Palm Beach. Em Aruba até a volta para o hotel é um passeio. 

Dia 05 | Palm Beach e Oranjestad:


Tiramos o dia para curtir Palm Beach, a praia mais badalada de Aruba, e mais perto do nosso hotel.

Como não nos hospedamos num resort pé na areia, bastou  atravessar a rua do hotel e caminhar uns 100 metros até a praia.

É em Palm Beach onde se concentram os resorts 'pé na areia' e os decks de restaurantes sob a água. É um local para quem curte mais festa e agitação. Por lá sempre está rolando música alta, oferta de passeios de barco, stand up, parasail, banana boat e tudo o que envolver entretenimento na ilha.

Aruba - One Happy Island

A faixa de areia é mais estreita e não existem palapas públicas, então as pessoas ficam mais concentradas. 

Por não haver palapas públicas, se você não estiver hospedado num resort pé na areia ou em algum hotel que possua área reservada na praia (como no nosso caso), terá que alugar uma espreguiçadeira ou estender sua canga na areia mesmo para curtir a praia. 

Aruba - One Happy Island

Nosso hotel possuía uma boa estrutura de Praia, com espreguiçadeiras e palapas, mas como o tempo deu uma nublada, não ficamos muito tempo na praia. Apesar de ser a praia mais famosinha de Aruba, foi a que menos curtimos. Não que não seja igualmente linda, mas não se enquadrou no perfil de paz e tranquilidade que estávamos procurando.

Voltamos ao hotel e seguimos de ônibus para o Oranjestad, o Centro de Aruba. 

Apesar da imponência de Palm Beach e seus resorts, Aruba é uma ilha pequena e muito rústica, com poucas pessoas e praticamente sem trânsito. Isso facilitou muito nosso deslocamento de ônibus, considerando que toda a extensão da ilha é de aproximadamente 33 km, e que a maioria dos atrativos turísticos se concentra nos arredores de Palm Beach. A única exceção é Baby Beach, como explicamos acima.

Aruba - One Happy Island

Oranjestad é onde se concentra o comércio de grandes grifes e o famoso Hotel Renaissance, com sua ilha privativa, a Flamingo Islands. 

Caminhamos pelo Centro de Oranjestad, almoçamos e fizemos o passeio no Bondinho gratuito, que circula pela Cidade.

Aruba - One Happy Island


O Centro de Oranjestad é muito bem cuidado e conserva características holandesas em sua arquitetura. 

Sobre a Flamingo Island e a visita aos Flamingos:


É lá que residem os Flamingos de Aruba. Uns 5 ou 6 apenas, que foram levados para lá para decorar o ambiente e encantar os turistas. Engana-se quem pensa que existem Flamingos espalhados por toda a ilha. 

Para conhecê-los é necessário estar hospedado no Hotel Renaissance, que por estar localizado no Centro de Oranjestad, não possui praia própria para banho, e dispõe aos hóspedes gratuitamente uma ilha privativa ( chique né). Outra opção é pagar a quantia de 100 dólares pelo day use. Ponderamos por nos hospedarmos no Renaissance algumas noites para termos acesso gratuito a Flamingo Islands, mas o hotel estava lotado e desistimos da atração. 

Vale a pena visitar a Flamingo Island?


Lemos relatos de todos os tipos sobre valer ou não a pena a visita a Flamingo Islands e concluímos: se você deseja muito ver os Flamingos, vá! Se você não faz questão de vê-los, aproveite alguma das outras praias de Aruba. Simples assim!

Dia 06 | Eagle Beach:


Como desistimos de conhecer a Flamingo Island, reservamos esse dia para repetirmos a Praia que elegemos como preferida em Aruba. E o destino não poderia ser outro, que não Eagle Beach

Aruba - One Happy Island

Retornamos ao mesmo ponto de Eagle Beach e  passamos o dia relaxando sem compromisso naquele paraíso...

Aproveitamos esse dia para voltar ao Superfood, o supermercado local, para garantir algumas delícias para trazermos de volta ao Brasil.

Dia 07 | Retorno ao Brasil:


Aproveitamos para acordar um pouco mais tarde, arrumamos as malas e retornamos de táxi para o Aeroporto Reina Beatrix rumo ao Brasil.

Aruba - One Happy Island

O roteiro já está pronto. Agora só falta você fazer as malas e se mandar para esse paraíso...

Não deixe de conferir nossas outras dicas de Aruba: