terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Rota Ecológica em Alagoas: o destino que caiu no gosto dos turistas

Um dos nossos destinos preferidos no Brasil foi Alagoas. Estivemos por duas vezes no Estado e, ao contrário de quase todo turista, não foi Maceió que roubou nossos corações, e sim a tranquilidade da região denominada de Rota Ecológica, no litoral norte do Estado.

Rota Ecológica - Alagoas

Nosso passeio pela rota ecológica englobou as regiões de São Miguel dos Milagres, Praia do Patacho, Porto de Pedras, Japaratinga, se estendendo até a famosa Maragogi. Para quem procura sossego, pousadas de charme e praias tranquilas, esse é o paraíso.



No intuito de descansar e conferir se o litoral norte de Alagoas era mesmo o Caribe brasileiro, partimos numa viagem de 10 dias pela região.


Como chegar:


Duas são as opções de aeroportos para se chegar até a rota ecológica: Recife ou Maceió. Maceió, já no estado de Alagoas, é um pouco mais próximo, no entanto os voos são um pouco mais caros e em menor quantidade. 

Optamos pelo aeroporto de Recife, que apesar de estar no Estado de Pernambuco, oferece um maior número de voos, com melhores preços e uma logística relativamente fácil para o roteiro que programamos.

Rota Ecológica - Alagoas

Chegamos no aeroporto de Recife e partimos numa viagem de aproximadamente 50 minutos até Porto de Galinhas, com um carro alugado. 

A estrada é bem sinalizada, e foi muito fácil dirigir até nossos destinos usando o GPS do celular. Seguimos todo o nosso roteiro de carro, sem nenhuma dificuldade.

Como circular:

A maior parte da região da Rota Ecológica não é abrangida pelo sistema público de transportes. Então, a dica para circular na região é alugar um carro. Nós já saímos do aeroporto com o carro alugado e não tivemos nenhuma dificuldade no roteiro. 

Algumas pousadas oferecem transfer in/out para o aeroporto com um custo adicional. Mas dessa forma, você ficará preso e não poderá circular livremente pela região.

Quando ir:


Nós estivemos na região da Rota Ecológica no mês de março. Fomos agraciados com dias de muito sol e calor. 

Quando pesquisávamos ainda nosso roteiro, lemos a respeito e vimos que os melhores meses para visitar a região são de janeiro a março, ou outubro a dezembro.

Rota Ecológica - Alagoas

O que fazer:


Praia, praia e mais praia. A região oferece uma infinidade de praias exuberantes, uma mais linda do que a outra, e você nunca ficará cansado de conhecer tanta maravilha de mar azul turquesa.

A região oferece ainda passeios de barco para as piscinas naturais (fique de olho na tábua das marés) e o passeio ao santuário ecológico do Peixe Boi. Nós fizemos todas essas opções e simplesmente adoramos!

Outra opção de lazer é se dedicar a um dolce far niente nas acomodações das luxuosas pousadas. 


O roteiro:


-2 noites em Porto de Galinhas ( Pernambuco)
-3 noites em Japaratinga ( Alagoas)
-2 noites na Praia do Patacho ( Alagoas)
-2 noites em Maragogi ( Alagoas)


Iniciamos nossa viagem em Muro Alto (Porto de Galinhas),  no Summerville Beach Resort. O resort é maravilhoso e muito confortável. 

Confira um pouco da nossa experiência no Sumerville Beach Resort nesse post:



Rota Ecológica - Alagoas

De Porto de Galinhas seguimos numa viagem bem tranquila até Japaratinga, já no Estado de Alagoas. A viagem foi praticamente uma reta. A estrada é bem sinalizada e chegamos com facilidade ao Estado de Alagoas.

Em Japaratinga ficamos hospedados numa aconchegante e confortável pousada kids friendly e com piscina, a Pousada Yapara-Tyba. Tudo muito novo e confortável. 

O post sobre nossa experiência na Pousada está logo aqui abaixo:


De Japaratinga, cruzamos o Rio Manguaba de balsa e chegamos a Porto de Pedras, de onde seguimos em busca da Pousada Patacho. Luxo, requinte e tranquilidade. 

Rota Ecológica - Alagoas

A Praia do Patacho nos surpreendeu pela tranquilidade e pelos 50 tons de azul do mar. Realmente, se existe um Caribe brasileiro, ele é aqui! 

Praias tranquilas de mar calmo. Um verdadeiro paraíso. Caminhamos por mais de 1 km sem encontrar praticamente ninguém. 

Nossa pousada era pé na areia, em estilo rústico chique, com um restaurante divino. Tudo o que procurávamos para essa viagem.

Rota Ecológica - Alagoas

Atenção! O post abaixo contém cenas fortes de mar azul, beleza e conforto.

POUSADA PATACHO: Exclusividade e requinte nas areias da Rota Ecológica em Alagoas



Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres são vilarejos de pescadores muito simples, mas que, devido a exuberância da região, atraíram pousadas e hotéis boutique de luxo, conquistando cada vez mais um público interessado em sossego e tranquilidade. 

Hospedando-se em qualquer dos vilarejos, consegue-se conhecer toda a região com facilidade, devido às pequenas distâncias entre eles.

Rota Ecológica - Alagoas

Saímos da Praia do Patacho e cruzamos a balsa de volta com destino a Maragogi. Devido a grande concentração de turistas nessa região, optamos por nos hospedar na Praia do Peroba, a última praia do Estado de Alagoas antes de cruzar a fronteira com Pernambuco. Não é a praia do Centro de Maragogi, mas fica bem próximo de carro, porém conserva um pouco mais de tranquilidade.

Rota Ecológica - Alagoas

Nossa hospedagem em Maragogi foi na familiar Pousada Barra Velha. Os chalés em formato de flats são ideais para quem viaja com a família. A pousada é uma extensão da praia, possui piscina, quadra e um excelente restaurante.

Confira tudo sobre a nossa experiência na Pousada Barra Velha nesse post:

Super indico esse roteiro para quem procura por praias tranquilas e um lugar aconchegante para relaxar. Muitas das pousadas da região não aceitam crianças, e possuem um conceito bem exclusivo de hospedagem. Tivemos as duas opções em nosso roteiro (pousadas com e sem crianças) e conseguimos perceber bem a diferença de proposta em ambas as opções.

Rota Ecológica - Alagoas

Onde comer:


O crescimento da região da rota ecológica, além de trazer pousadas de luxo para a região, agregou novas propostas gastronômicas. E nós, que adoramos uma boa culinária, fomos conferir um dos restaurantes mais renomados da região, o Restaurante No Quintal. Seus donos abandonaram a vida numa grande metrópole para se dedicar a uma vida excêntrica, porém real, estando a frente do restaurante de frutos de mar, que foi batizado com o nome de No Quintal, porque é de lá que saem os ingredientes para confecção dos pratos. 

Esse foi o nosso restaurante preferido na Rota Ecológica, mas confiram um pouquinho das nossas aventuras gastronômicas na região:

+ Onde comer na rota ecológica em Alagoas!!!



De tudo o que vivenciamos, pudemos concluir que definitivamente a rota ecológica não é um destino para quem busca por agitação e vida noturna. Agora, se a sua vibe é relaxar... Ah! Então você encontrou o seu lugar...


Rota Ecológica - Alagoas
  
Rota Ecológica - Alagoas
  
Rota Ecológica - Alagoas